sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Alimentação viva e crua no globo esporte

Sem fogão há sete anos, carioca vive de alimentos crus e muitos exercícios

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Eduardo Corassa, de 29 anos, faz apenas duas refeições diárias com cerca de 4kg de frutas e legumes, mas tem disposição para surfar, correr e lutar.

 
Eduardo Corassa vive sem fogão, forno de microondas  e panelas há sete anos. Na despensa da cozinha e na geladeira,legumes e frutas tomam o espaço. O carioca de 29 anos abandonou todo tipo de alimento de origem animal (leite, mel, queijo e ovos) e se tornou adepto docrudivorismo, a prática de se viver de alimentos crus. O estudante de nutrição parou de comer carne aos 22 anos, depois de ler artigos científicos e livros sobre oveganismo (vegetarianismo radical). Problemas como sobrepeso, diabetes, alergias, hipertensão, fadiga crônica e lombalgiadesapareceram em pouco tempo. Segundo ele, graças ao novo estilo de vida. Destaca também que se tornou uma pessoa mais ativa fisicamente, praticando esportes como jiu-jítsu, tênis, corrida, surfe, musculação, ciclismo e aprendendo dança de salão. (Confira no vídeo ao lado a dica de Eduardo para fazer uma vitamina de banana, com pó de açaí e tâmaras).
 
A matéria na intégra no link: